Grevistas da Infraero fazem protesto diante da sede da empresa em Brasília

Categoria pede além da reposição salarial, um aumento de 9,5% e a elevação em um padrão da tabela de salários para todos os aeroportuários
Manifestantes gritam palavras de ordem e usam narizes de palhaço em protesto (Ronaldo de Oliveira/CB/DA Press)
Manifestantes gritam palavras de ordem e usam narizes de palhaço em protesto


Os servidores da Infraero, que estão em greve, fazem passeata até o Aeroporto de Brasília nesta quarta-feira (31/7). Mais cedo a categoria realizou um protesto em frente à sede da estatal em Brasília, localizada na Estrada do Aeroporto, Setor de Concessionárias. Por volta das 12h, os grevistas ocuparam o prédio da empresa. Segundo os organizadores, são cerca de 300 pessoas participando do movimento. No entanto, a Polícia Militar afirma que são aproxidamente 120 manifestantes no local. Além de gritar palavras de ordem e usar narizes de palhaço, o grupo discute uma possível passeata até o Aeroporto de Brasília.

O presidente do Sindicato Nacional dos Empregados em Empresas Administradoras de Aeroportos (Sina), Francisco Luiz Xavier de Melo, disse que 80% dos 13 mil empregados da Infraero aderiram à greve em todo o país. A empresa administra 63 aeroportos no Brasil.

De acordo com Francisco, 30% do efetivo dos serviços dos aeroportos estão mantidos, como operação de navegação aérea, meteorologia, plano de voo, entre outros.

O sindicato entregou uma pauta de reivindicação à Infraero e à Aviação Civil, que incluía questões econômicas, benefícios, segurança e medicina do trabalho, entre outras melhorias para a categoria. O Sina pede além da reposição salarial, um aumento de 9,5% e a elevação em um padrão da tabela de salários para todos os aeroportuários.